Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Crescem bem as crianças?

Ja eu sinto que cresci rápido demais. Com responsabilidades e cuidados demais. Imagino as crianças de agora. Estão a perder a imaginaçao. Já não conseguem se entreter com uma caixa vazia, uma folha de papel e uns lapis coloridos. Conhecem poucos jogos/brincadeiras de grupo. Vão perdendo a imaginaçao. As bonecas e os carrinhos cedo demais se tornam brinquedos de bébes. Os pais nao os deixam andar ao ar livre, brincar com a terra, rir, dar gargalhadas até nao poder mais. Querem os meninos como robôs (faz me lembrar a publicidade da skip) que nao se sujem, nao tenham gestos infantis. Orgulham se que se comportem como adultos quando nao o sao.

Têm tanto tempo para ser adultos. O tempo nao volta atrás.

Sei que a disponibilidade é pouca dos pais. Esta vida é um ciclo vicioso que se precisa de dinheiro e  a todo o custo. Os brinquedos que as crianças querem sao carissimos. Nao poderiam os pais evitar dar-lhos e ajudarem nos a estimular a imaginaçao? Criando ou fantasiando brinquedos baratos ou algo que já tenham!! Concordo que é dificil porque a sociedade está  com esta mentalidade. So que se todos agirmos assim, a sociedade nao muda.

Quero que as crianças de amanha tenham recordaçoes das brincadeiras, do mimo dos pais, do colo da mae, de uma familia unida e presente, do leite ao deitar.

Tenho poucas ... fazem me falta.

sAndRa às 18:48
| Diz la !!! | Adicionar aos favoritos
21 comentários:
De Just Moments a 13 de Março de 2008 às 20:45
Tantas vezes pensei nisso Amiga..

Acho que eramos mais felizes,..

Mas como tenho duas filhas..e tudo mudou tão rápido ha coisas que fazia que não as deixo fazer, confesso!!

porque??
Porque há muita maldade no mundo..e as coisas não acontecem só aos outros..

beijinhos fofos


De sAndRa a 14 de Março de 2008 às 16:13
é uma grande verdade. ha mais perigo e o medo faz nso ter algumas privaçoes. é uma pena.

beijinho


De blogando-me1 a 13 de Março de 2008 às 21:22
Pois é amiga, ainda sou do tempo em que as brincadeiras eram inocentes e eram tão mais divertidas. Agora com o passar dos tempos perde-se tudo. Estamos na era moderna e vão-se perdendo as tradições.
Bjs fofos


De sAndRa a 14 de Março de 2008 às 16:25
Assusta me que se perca o carinho, o envolvimento.


De Maria a 14 de Março de 2008 às 09:30
Eu concordo contigo. Se há coisas em que a sociedade evoluiu para melhor (saúde, bem estar geral, etc.) há outras em que houve uma regressão e as relações familiares são um exemplo. A forma como estamos a criar as crianças é má. Falta o tempo para os afectos, para as brincadeiras espontâneas... Eu espero, com o meu filho que vem a caminho, conseguir dar-lhe uma educação diferente, mas ... não dependerá só de mim ou do pai. A sociedade acaba por nos impor um estilo de vida... Vamos ver!

Beijinhos


De sAndRa a 14 de Março de 2008 às 16:43
ai esta o problema, é que nao depende so dos pais. é muito dificil educar nos dias de hoje.
beijus


De justme_nina a 14 de Março de 2008 às 09:48
Saudades da inocência.
Saudades de não ter preocupações.
Saudades de ter sonhos.

kiss's


De sAndRa a 14 de Março de 2008 às 15:57
Sonhos ainda tenho.
Tenho saudades sim é de nao ter preocupaçoes. Ai era tao bom.
É o custo do tempo.

beijus


De João Cordeiro a 14 de Março de 2008 às 11:18
E eu que hoje sou "pequenino" vêm-me à memória as brincadeiras do antigamente. Como era feliz!
Tanto lugar pacífico e ignorado, abruptamente abrasado, revolucionado pela nossa louca fúria.
Vítimas incontáveis e ridicularizadas, por bêbados desvairados, à procura da sua sombra.
O striptease das meninas que faziam a primeira comunhão, a tourada nos aristocráticos jardins do palácio de Queluz, o enjaulamento no jardim zoológico do proprietário do Bogotá, a corrida maluca de carro através de Albufeira, o fogo de artificio no cemitério dos Prazeres.
Os estridentes vómitos e flatulências do meu amigo no hotel Tivoli de Sintra, após um belo repasto, acompanhado de um bom e muito vinho.
Enfim uma farra por mês, uma purga tanto física como moral.
Este era o retrato de dois pseudo-artistas frustrados com o mundo e com a vida.
Relembro uma entrevista, não sei para que jornal, que uma jovem jornalista me fizera, devido à instabilidade provocada pelo fogo de artificio no cemitério.
Claro que estivemos com os costados na tarimba da esquadra da Polícia durante uns dias, mas o gozo valera a pena.
Lembro-me de uma jovem me perguntar:
- Qual o motivo que o levou a fazer tal coisa?
- O ímpeto.
- Nem mediu as consequências de tal acto?
- Não! Apenas me apeteceu…
- Quando acabar os estudos o que gostaria de ser
- Gangster, menina. Al Capone... conhece? Vem no dicionário. Estudar provoca doença.
- Que tipo de doença?
- Doença de tudo. Doença da alma, da cabeça e da própria consciência.
- Qual o seu remédio?
- Não existe remédio, boneca…
- O senhor é um anarquista.
- E a menina, uma grande burra!


Beijos sonhadores


De sAndRa a 14 de Março de 2008 às 15:56
Ja conhecia este exerto, ja me tinha colocado. É engraçado.

beiju


De ide!as a 14 de Março de 2008 às 21:17
Sinal dos tempos. Ganham-se umas coisas, perdem-se outras. De qualquer modo eu sou adepto da imaginação e da criação de coisas simples. Bjs .


De sAndRa a 15 de Março de 2008 às 18:35
A imaginaçao fará falta num futuro, num emprego, em tudo.

beijus


De ♪ Ana a 14 de Março de 2008 às 22:03
Uma vez tambem fiz um post sobre ser criança

Concordo com tudo o que disseste.
Acho que a culpa hoje em dia não é das crianças.. É dos pais que teimam a força que é "bonito" ter um filho que ja pareça adulto. Nos so temos de ser aquilo para que temos idade.

Se eu pudesse voltava a ser criança. Para ter toda aquela inocencia...

Beijinhoo***


De sAndRa a 15 de Março de 2008 às 18:31
Gsotava de voltar a brincar e sentir me pequenina e amada pela familia. Nao entendo porque motivo quando crescemos nso deixam de fazer festas. E para muito "idiotas" fica mal brincar mos, correr na areia, fazer caretas, ri de nos mesmos. Logo que sejamos felizes que importa a nossa idade.

beijus


De Lil a 14 de Março de 2008 às 22:12
a geração dos meus pais foi a dos trebalhadores... ambos com 4ª classe e mais nao deu, a nossa foi a dos desenrrascados...qq coisa dava um carrinho e uma brincadeira de horas, a proxima vai ser a dos atadinhos...senao encontrarem no suoper.mercado ja nao sabem o que fazer...


De sAndRa a 15 de Março de 2008 às 18:32
Tem que haver uma soluçao. Tem que haver...

beiju


De Dolores a 15 de Março de 2008 às 20:50
No outro dia estava a olhar para a minha sobrinha e pensei no mesmo.
Verdade seja dita, eu adoro ficar a jogar tekken na playstation com ela =P mas por outro lado também passo horas lá fora a jogar à apanhada.
Mesmo assim noto que há uma dificuldade em brincar sozinha com bonecas, ou a desenhar ou coisa parecida.

a sociedade ganha umas coisas mas perde outras.
beijinhos ***


De sAndRa a 18 de Março de 2008 às 18:31
É dificil chegar a um meio termo razoavel.
bejus


De daplanicie a 16 de Março de 2008 às 21:59
É verdade, as crianças de hoje são ricas de tudo o que se pode comprar com dinheiro mas pobres do que não se compra em loja nenhuma do mundo.
Beijinho e boa semana


Comentar post

Um poukito de mim

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


Divagaçoes

fim

nem sei bem

teste do gelado

realizaçao total será?

o misterio da pascoa

mês do carro

O Empréstimo

Sem medo

Crescem bem as crianças?

rumo errado

acreditar

E derrepente um anjo

ja há chantily

New York

tao longe de mim

inimigas de nós mesmas

dia dos namorados

22:30

pézito

tou parvinha

linha SOS amiga

Indio

bodas de ouro

Ikea

...

nhac...

Tudo tem um porquê

receitas

maus tratos

ponderaçao

tristita

+ktudo

Irrita me

domingo

vertigem

ups

as nossas leis têm uma gr...

alegria ou talvez nao

deita para tras

mais um

costumas dizer "amo-te"?

So podem ser 5 estrelinha...

Natal

vai vai e nao voltes hi

...

bidu bidu

Alccol

fé... um pouco á deriva

...

lutarei

Peças do meu puzzle

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

blogs SAPO

subscrever feeds